"Quando o coração tem uma missão, o corpo ganha vigor"

História para boi dormir III

Ainda estou aqui, não abandonei o barco. Tenho tanta coisa para contar, mas com uma preguiça....

Mas aproveitando minha fase Forest Gump, mas mais contador de histórias do que corredor, vai aqui mais uma pérola.

Pedal de sábado a tarde, pelote composto por Reinaldo, Jorge, Michel, Leonardo, Vinícius e eu.

20km´s rodados, pneu do Jorge furado, paramos todos. Um passando trabalho e os demais jogando conversa fora.

Em uma das conversas o Michel comenta que tirou o forro de uma bermuda velha e costurou na que estava usando.Alguém aproveita a deixa e comenta que conhece alguém que usava um sutiã junto com o forro.

Sem pestanejar o Vinícius atropela, eu uso Band-Aid!!! Todos se olham, com aquela expressão, HEIN?

E ele emenda, - é, eu uso Band-Aid nas tetinhas para não assar, as vezes até sangra. Não contente, levanta a camisa e diz: Óh estou até com casquinha na tetinha!!!

Eu não sei o que é pior, ele cogitar que alguém do sexo masculino saia para pedalar de sutiã para não assar a tetinha  ou a visão do mamilo "maldito"!!!

3 comentários:

kkkkkkkkk ri alto,muito bom me amarro nessas histórias de treino.Abraço.

Putz, grila.
Mas, que sangra, sangra.
Se bem que eu acho que é mais pela qualidade do material da camisa do que pela falta do citibank.

Esparadrapo ou vaselina também resolvem...nada mais dolorido que as teta assada por atrito!!

Postar um comentário

Obrigado por visitar Bravo Triathlon