"Quando o coração tem uma missão, o corpo ganha vigor"

Tri do Laranja

Com mais de uma semana de atraso, o post chega.

No dia 12/02 corri pela quarta vez a prova de Triathlon do Laranjal.

Apesar de algumas particularidades não ajudarem a prova em si, como a natação com a lagoa rasa e uma parte do ciclismo em blocos de concreto, gosto muito da prova, talvez pelo fato de treinar muitas vezes no mesmo local, acho que há um estreitamento nessa relação competidor/local. Sem falar nos familiares e amigos que vem prestigiar o evento e sempre acabam dando um gás extra.

Na noite anterior a Ironsul reuniu-se para um jantar, fato raro, pois como a equipe tem participantes de duas cidades (agora 3 o Marcelo de Santa Maria é o novo integrante, junto com o Tomaz de Pelotas e Marco de Rio Grande), não é sempre que temos essa possibilidade. Oportunidade ímpar para boas risadas.



Não tinha grande expectativa em relação a prova, após o Ironpunta me "joguei nas cordas", nadei algumas vezes, não mais que 1800m e os treinos de bike acho que couberam na contagem nos dedos de uma mão só. A corrida se deu em mais vezes, mas sem muitos compromissos com tempo, distâncias, pace, tiros etc...

Fiz duas provas nesse intervalo, um cross duathlon (4k/22k/4k) na praia do cassino, a prova foi bem dura, fiquei dois dias quebrado. Obrigado Felipe pelo empréstimo da MTB. Report corrida1, bike, e corrida2.



No domingo 7/2 fiz uma rústica de 10k no laranjal, race report aqui.



Essas duas provas ao menos me nortearam em relação ao desempenho, provavelmente não conseguiria ser mais rápido, pois os treinos dos últimos meses foram totalmente voltados para o endurace, mas aguentaria a pancada que só um sprint nos proporciona.

Ao contrário dos últimos 3 anos, o dia amanheceu com temperatura amena e sem vento, condições ideais para recordes pessoais.

Já alinhado para a largada ao lado do Kiko, ele olha para meu garmin e diz - "não é aí, tem que entrar na outra tela". Ele apertou botão, eu apertei botão e buzina, dada a largada. Não preciso dizer que não conseguir marcar a parte da natação : >}



Os primeiros 50m até chegar as boias onde era obrigatório começar a nadar foi um horror, aquela muvuca tradicional, acrescida de um não sei se nado, corro ou golfinho.

Chegando na linha delimitada para o nadar peguei meu canto e encaixei meu ritmo tartaruga e fui embora. Consegui me orientar direito e logo estava vencendo o percurso.

Quando tirei a cabeça da água, vi o Kiko(pelo nosso discreto uniforme verde-limão) junto de um grupo uns 30" a frente. É, alguém ia ter que fazer muita força na bike. E assim foi nas 2 primeiras voltas até conseguir chegar no pelote a frente, sangue nos "óio". Ainda andei 2 voltas no pelote, mas quando o Alex Azambuja chegou para nos dar uma volta, o Kiko saiu numa fuga com ele e não tive forças para acompanhá-los.



Naquele momento estava tão afogado, que não consegui ingerir o gel inteiro. Dei uma aliviada na última voltar para me recompor e partir 5km finais de prova.

T2 bem feitinha e pé no fundo. Não lembro muita coisa da corrida, só de estar ofegante e fazendo força :>. Fiz a corrida inteira muito focado, único momento de "descontração" foi quando passei pelo Kiko e Tomaz e proferi algumas palavras de incentivo.



Cheguei sem saber o tempo total, foi quando perguntei ao Kiko - quanto deu? - 1h11'50". Opa, excelente tempo, menos 4' em relação ao ano passado.

Tempo total: 1h11'39" - Swim 14'40" - T1 1'07" - Bike 33'18" - T2 41" - Run 21'53

Em termos de age group fiquei na 6º colocação, 20º no geral.

Infelizmente um cidadão da minha categoria deu uma volta a menos no ciclismo,  que não foi computada pela organização da prova e tirou meu posto no pódio. Mas esse fato pequeno e o meliante não merecem mais espaço no blog, o ocorrido já foi passado para a Fgtri para providências.

Acho que Darwin está certo, a evolução existe hehe. Abaixo um quadro com os tempos dos quatros anos.



As provas de endurace não só atestam sua insanidade mental, mas também mostram que o teu limite não é logo ali e sim, muito mais adiante. Essa foi a lição que ficou, sempre dá para apertar mais um pouquinho.

Galera da Ironsul, parceria melhor, impossível.



Fgtri/Sesc parabéns pela organização do evento. Só não foi impecável pela falta de honestidade de um.








4 comentários:

Show de bola. Esses treinos pro iron deixam um lastro, né?

Peguei duas fotos para colocar no face.
Tchê, tu correu pra 4'15", tinha 5130 pelo garmim do Marlos, e pelo meu 5100m. "pela amor de Dios", essa tua corrida deu medo cara :D, eu achei que tava lento, mas o problema não era eu não.
Essa tua evolução no esporte foi muito legal, ano que vem da pra tentar um sub 1h10' nessa prova.
Abração.

"As provas de endurace não só atestam sua insanidade mental, mas também mostram que o teu limite não é logo ali e sim, muito mais adiante."

Boa!!!

Puxa, pena que essa natação que vocês descrevem fica prejudicada pelo fato do mar ser raso. Eu acho que me perderia completamente!!!!

Como comentei no Blog do Kiko, dá uma certa inveja de vocês. A gente aqui em SP tem várias provas, mas ninguém se encontra sabe?

Nem é uma questão de desunião, mas um fica machucado, outro acabou de ser pai e um terceiro depois do Iron meio que parou de treinar. E por ai vai...

E, pô, parabéns pelo PB!!!!!

Se seguires nessa progressão, ano que vem é 1h7', depois 1h3', aí em 2015 baixa de 1h e é top 3 na Elite.

Postar um comentário

Obrigado por visitar Bravo Triathlon