"Quando o coração tem uma missão, o corpo ganha vigor"

Está chegando...

Ontem escutei - "hoje faz um mês que postaste a última vez". Não sei em que momento desliguei-me do blog.

Já virou uma constante essa retomada ao blog, mas acho que poderia ser pior, talvez um abandono temporal maior, ou até uma falência múltipla, vontade, criatividade, paciência e por aí vai.

No longínquo 24/10, relatei meu retorno aos treinos e a decisão de ir a Punta apesar da ausência forçada dos treinos de quase um mês. Após o retorno, consegui encaixar duas semanas de treino bem consistentes, porém uma queda de bike deixou as duas seguintes bem capengas.

Um dos ferimentos infeccionou, e até agora não cicatrizou 100%. Fiquei essas duas semanas sem nadar para tentar agilizar o processo de cicatrização e não piorar o processo infeccioso. Fiquei com uma pequena sequela, quando estico a perna direita, sinto alguns fincões na sola do pé, na região do calcanhar, mas não atrapalha a mecânica da pedalada e da corrida, vai ser um probleminha para ser resolvido pós Punta.

Mas como o vício é forte, no meio destas duas semanas, não aguentei e fui a Osório fazer um Olímpico. Valeu a pena ter ido, deu para dar um desencanada. A equipe compareceu em peso, Henrique, Kiko, Michel, Diego, Aline e Guilherme (que não participou mas levou o Pedro para correr). Fiz a prova na boa, sem exageros, conseguindo baixar 5' do ano anterior.

Essa semana fiz 4 treinos na lagoa com a roupa, deve ter fechado 11,5km, talvez meu maior volume na água. Foram bem produtivos os treinos, pois além de adaptar-me melhor com a roupa, treinei bastante a navegação. Resumindo, vou sair vivo do gélido mar do Uruguay : >.

Amanhã encerro o ciclo de treinos antes do polimento, um treino de transição 120km + 8km, o quarto com essa característica após o retorno aos treinos.

Domingo um off para arrumar as bagagens, e segunda estou partindo para o "exterior" fazer o polimento no local da prova.

Pela média de postagens do blog,  provavelmente volte a escrever somente após a prova. Espero trazer boas notícias na volta, já que a preparação foi um tanto conturbada, ficando bem a quem que desejava.

Pensei em fazer uma projeção dos tempos, mas ia ser puro chute. Devido a preparação acidentada e pelo  alto grau de exigência da prova, qualquer prognóstico é muito difícil de arriscar. Posso terminar abaixo das 12hs, bem como lutar para chegar antes das 16hs.

O que posso adiantar é a tática, natação conservadora, pedal mais conservador ainda e correr até onde der. Se der para correr até a chegada ótimo, se não, vai caminhando mesmo. O desafio desta tática vai ser segurar o pedal para não comprometer a corrida, o que não é fácil, ver os caras passando e sabendo que poderia estar dando mais.

Agora é curtir a semana pré-prova com a esposa e chefe de equipe e ver o que dá essa viagem insana.

3 comentários:

O mais difícil já passou amigo, não foram só os duros treinos, tu teve mais obstáculos, uma cirurgia que o deixou parado por um mês e uma queda com algumas sequelas.
No dia da prova vai dar tudo certo, o pouco que conversei contigo e o que vi em Osório foi um cara bem preparado e focado.
Olhando pra ti vejo um cara mais preparado para essa prova do que eu fui para o IM esse ano, dentro da normalidade aposto em um fácil sub 12h, uma certeza eu tenho, tu vai cruzar aquele pórtico.
Desejo sorte mecânica pra ti, porque sorte é pra quem não treina, e isso tu fez bem, abração e sucesso.

Kiko

Bom, acho que quando chega na reta final da preparação de uma prova como essa, acho que tudo já foi feito, assim como tudo já foi dito.

Agora é se concentrar nos detalhes e, pô, não vai deixar a gente esperando outros dois meses para contar como foi esse Iron, hein? (rsrsrsrs).

Abração e muita força!!!!

Boa prova !!!!!
Divirta-se.
Faca q nem o wlad, corra 9 min e ande 1.
Abs.

Postar um comentário

Obrigado por visitar Bravo Triathlon