"Quando o coração tem uma missão, o corpo ganha vigor"

Saiu!!!

Com exatos 11 dias de atraso saiu o resultado da categoria sprint do Triathlon do S.C Internacional. Todo mundo deve estar de saco cheio desta história, mas hoje ela chegou ao fim hehehe. Não sei como a federação chegou aos tempos totais, pois não colocaram os tempos da natação nas categorias 30/34, 40/44 e mtb.

Fiquei em sexto na categoria (não conta para ninguém que eram sete hihi). E aí Eduardo parabéns, agora sim na tua colocação de fato, 1º lugar.

Então este foi o último capítulo da novela, "Os tempos que sumiram", realização, direção e atuação da Federação Gaúcha de Triathlon!!!!

Rapidinha - F...tudo!!!!



O Presidente da Fgtri acaba de me ligar, perguntando se eu lembrava meu tempo de natação?!?!?!?!? é sério...os caras estão perdidos mesmo...agora além de triatleta o cara vai ser fiscal de prova e cronometrista (se é que esta palavra existe hehehe)...Ho Eduardo aguarda aí que o cara vai te ligar também hihihi e já avisa para ele que os CHIP'S vem na próxima para dar uma mão heheh!!!!

Tomara que não tenha neguinho dizendo que nadou para 10' hihihi

Realmente, agora sim f...tudo!!!

Nadica de nada

Amanhã faz uma semana do triathlon do Inter, e pasmem hehe, a grandiosa FGTRI ainda não publicou o resultado da categoria sprint!!! Está lá no site da FGTRI o resultado da Olímpica e do Mini-Triathlon e nadica de nada da sprint. É muito interessante responder aos amigos que perguntam tipo " e aí Pablo como foi na prova?" - fui bem cara, só não sei que colocação fiquei, pois, o cara que fez em 1h18min ficou em 1º e que fez em 1h09min ficou em 3º. Foi que o amigo Eduardo viu no sábado na hora da premiação, ele fez a prova 9min mais rápido que o 1º e ficou em 3º...tem que rir para não chorar, Eduardo quando tu disse "chip" tu falou no salgadinho aquele né? pois com a nossa federação vai ser meio difícil termos provas organizadas só por ela com este aparato tecnológico.

Seria mais elegante da parte da Federação, assumir o erro nos tempos e colocações, do que não publicar o resultado e não responder a nenhum questionamento feito por inúmeros participantes da prova, não só em relação a este problema, e sim a todos os que aconteceram, como foram citados no meu blog e em alguns comentários, do DECO, e da STÉPHANIE.

Ainda fico na esperança de ver o resultado publicado (o correto é claro), já que ela é a última que morre mesmo heheh.

E como diz o "homi"...estamos na luta companheiro!!!


Protesto

Caros Amigos, segue reprodução da carta enviada pelo Deco - Naroda para a Federação Gaúcha de Triathlon, representando o descontentamento de grande maioria que fez a prova, em relação a organização da prova do Triathlon do Centenário do Internacional.


"lustríssimo Senhor Presidente da Federação Gaucha de Triathlon.

Venho na condição de atleta amador, filiado a esta federação sob o nº 164 – CBTri, solicitar encarecidamente se possível for alguns esclarecimentos sobre a prova realizada no dia 18 de abril de 2009 – Triathlon de aniversário do Sport Clube Internacional.

É de conhecimento de todos que nosso esporte ainda encontra-se em fase de desenvolvimento em nosso estado, contando com isto é fator predominante a presença de atletas amadores e de elite para agraciar vossos eventos, para tanto se faz necessário mais interatividade com os esportistas, levando em consideração o respeito primeiramente como pessoa e pós como atletas que fizeram o pagamento de sua inscrição para esta prova, pagamento este que foi superior ao da etapa de corrida realizada, vide tabela abaixo:

TRIATHLON

Até 08 de abril quarta
ELITE
R$ 65,00
FEDERADO
R$ 55,00
NÃO FEDERADOS
R$ 65,00
INICIANTE
R$ 40,00
ESCOLINHA E SÓCIO COLORADO
R$ 35,00
REVEZAMENTO
R$ 75,00

Até 15 de abril quarta

ELITE

R$ 75,00

FEDERADO

R$ 55,00

NÃO FEDERADOS

R$ 65,00

INICIANTE

R$ 40,00

ESCOLINHA E SÓCIO COLORADO

R$ 35,00

REVEZAMENTO

R$ 75,00

ETAPA DE CORRITA - TAXAS DE INSCRIÇÃO (em ambas as distâncias)
Até 9 de abril
R$ 30,00 R$ 15,00 (Sócios SC Internacional)
De 10 a 15 de abril
R$ 50,00 R$ 25,00 (Sócios SC Internacional)


Considerando os números acima apresentados, seguem alguns questionamentos que notoriamente foram realizados por 99% dos participantes da etapa de TRIATHLON que conforme divulgação é válida como 2ª ETAPA DO CAMPEONATO ESTADUAL.


- 1ª) Na entrega dos Kits não foi fornecida nenhuma indicação (informativo) sobre o percurso da prova, também não ocorreu simpósio técnico (nem ao menos com os responsáveis das equipes), não houve divulgação por parte dos juízes nas largadas, somente havia informação no site da prova sobre o percurso (voltas de ciclismo e corrida) e regras para participação.
Resultando assim em desorganização quanto ao numero de voltas da etapa de ciclismo e corrida, houve ainda muita confusão na entrada das bikes na área de transição, pois havia a liberação por parte da presidência do uso de bike contra-relógio e ou equipamentos permitidos (por ex: rodas fechadas), o juiz de prova (área de transição) não tinha conhecimento sobre o fato, causando assim discussão desnecessária com atletas antes da entrada da transição, fato este por desconhecimento e falta de informação da organização.


-2ª) Na entrega dos Kits houve ainda a aglomeração de atletas para a retirada dos mesmos, sendo que não havia organização para as modalidades Olímpico, Sprint e Corrida, sendo assim todos disputavam o mesmo espaço em uma fila homérica.


Resultando assim em atraso na largada da primeira bateria o que acarretou no atraso de todo o cronograma da prova, houve ainda falta de camisetas para todos os participantes do Triathlon, assim fica a pergunta se as inscrições finalizam no mínimo 48hs antes porque falta material de divulgação para nosso esporte.


-3ª) Durante o percurso de bike, havia transito de pedestres que atravessavam a via sem nenhum controle por parte da organização (visto que se decorriam apenas 2,5 km, somando-se assim uma volta de 5km) o que perfeitamente seria possível a organização colocar um arbitro ou auxiliar para controle e até mesmo para o controle de vácuo entre sexos diferentes e amadores x Elite como prevê o regulamento da prova. Ainda na etapa de ciclismo não havia ponto de hidratação como prevê o regulamento, ponto este que só aparece após o inicio da corrida da Elite Feminina (passado mais de 01 hora de prova e localizado próximo a largada).


-4ª) Hidratação, porque em um percurso de 5 km (volta de 2,5 km) havia somente um percurso de água, localizado a 10 metros da largada e somente houve hidratação porque pessoas de boa índole que acreditam no esporte gastavam dinheiro comprando água e posteriormente buscando no posto fornecido pela organização (na largada) para auxiliar no abastecimento durante o percurso, visto que as largada do olímpico que ocorreram em baterias após as 11h30min da manhã corriam sob o sol de 13h00min da tarde. Fica no ar ainda a pergunta, se a etapa de corrida (evento de corrida 5 e 10 Km) acontecerá no mesmo percurso, com a mesma organização, com os mesmos juízes, porque havia postos de hidratação e Gatorade, diferenciando assim dos triatletas participantes que pagaram valor maior na sua inscrição.


-5ª) Organização, porque os atletas da modalidade corrida (seja 5km ou 10km), para estes havia a todos medalha de participação, camisetas alusivas ao evento e hidratação com GATORADE e os atletas da etapa do Triathlon não havia se quer água durante o percurso, houve falta de camisetas e não havia nenhum tipo de medalha de participação (somente aos 5 primeiros colocados).


-6ª) Premiação, porque a premiação atrasou a ponto de ocorrer manifestação dos atletas como forma de pressão sobre a organização, havia a alegação de que às 15h00min ocorreu o chamado para premiação, porém neste horário havia ainda competidores do sprint o que seria no mínimo desrespeito com os mesmos. Houve ainda a alegação que a premiação dos sprint ficaria após o término da corrida (o que somente se daria após as 18h00min, vejam os atletas estavam presentes desde as 09h00min da manhã), mas na realidade a planilha de resultados somente chegou à mão do Sr. Manske após a manifestação por parte dos atletas (já após a largada da corrida, enquanto esta manifestação ocorria o Senhor Presidente da FGTri arrumava os cones na largada da corrida). Ainda ocorreu a vergonha de que, enquanto ocorria à premiação, dava-se a largada da corrida e o pódio encontrava-se exatamente no mesmo espaço físico (o que pela lei da física não ajudou muito, pois dois corpos não ocupam o mesmo espaço), ocasionando assim aglomeração e prejudicando aqueles que treinam, têm gastos e fazem deste momento um momento único para o esporte em suas vidas, ou seja, triatletas amadores que fazem o evento obter o brilho esperado pelas Federações e Confederações.
Na premiação da Elite que deveria ser de:
1º Lugar R$180,00 – 2º Lugar R$ 100,00 – 3º lugar R$ 80,00
Não ocorreu conforme regulamento, ficando para a próxima quarta-feira dia 22/04, ou seja, 4 dias após o término do evento, fica a pergunta e se o atleta vencedor fosse de outro estado ou outra cidade?


Ainda havia a divulgação de que seriam sorteadas três inscrições gratuitas para o Triathlon do SESC (conforme regulamento), houve este sorteio, se houve quem foram os vencedores? Este sorteio não deveria ser realizado na presença de todos, afinal conforme o regulamento seria para todos os participantes.


Senhores é na condição de atleta amador, de apaixonado pelo esporte e de incentivador para novos participantes e eventos que faço tais perguntas e lamentos, não espero que estas respostas sejam em vão, não espero que estes comentários sejam pejorativos, não espero que tais fatos tirem o brilho de nosso esporte.


Não possuo resultados expressivos, às vezes consigo um 3º, 5º lugar, por vezes sou o ultimo a completar uma etapa, já houve situações que abandonei a prova quando julguei que meu corpo não suportaria tal esforço, mas mesmo com todas estas dificuldades, acredito no esporte que pratico, invisto com recursos próprios para desfrutar estes momentos que são desfrutados juntos aos amigos e familiares, participo de eventos fora de nosso estado e até mesmo fora de nos país e gostaria sinceramente mais respeito pelos nossos esforços, pela nossa participação, pelo nosso amor ao TRIATHLON nossa FEDERAÇÃO não esta correspondendo nossas expectativas, etapas são retiradas do calendário sem comunicação aos atletas, a organização das provas sempre com valores superiores e sem infra-estrutura suficiente.


O que podemos e devemos fazer, nós atletas amadores e ou elite para ajudar a FGTri a superar estes obstáculos a realizar o Triathlon com mais PROFISSIONALISMO.
Peço encarecidamente respostas a estes questionamentos, peço desculpas pelos lamentos sinceros e sentidos na pele durante esta etapa e todos os fatos aqui expostos podem ser comprovados pelos presentes a esta 2ª ETAPA DO CAMPEONATO ESTADUAL DE TRIATHLON DO RIO GRANDE DO SUL.


Ilustríssimo Senhor Presidente espero que suas respostas sejam de coração como foram estes questionamentos, espero que todas estas atitudes venham somar novas eras em nosso esporte, que estas sejam de crescimento e amadurecimento para ambas as partes (organizadores e participantes, pois sem estes de nada vai adiantar organizar eventos)."


Parabéns Deco pela iniciativa, faço das tuas palavras as minhas.


OBS: Cadê o Resultado da Sprint Federação???

Triathlon do Glorioso ll

Após assistir o segundo massacre consecutivo, 8 x 1 no Caxias (para quem não lembra, na final do ano passado foi 8 x 1 contra o Juventude), estou aqui para relatar minha participação na prova de ontem.



Mas antes de falar da prova propriamente dita, Federação Gaúcha de Triathlon, que prova bem desorganizada, minutos antes da primeira série os caras montando cones ainda, um posto apenas de hidratação, pois a primeira largada acontecia as 10h e a última depois das 14h, estávamos competindo no sol do meio dia, era fiscal da prova se perdendo na contagem das voltas da natação, a premiação que estava marcada para as quinze horas mas ainda não tinham os resultados da categoria sprint, enfim zona total. Fica aqui meu protesto, pois me filiei este ano com o intuito de colaborar financeiramente mas já vi que não vale o investimento.




Como a parte da natação foi na piscina, as largadas foram em séries, e isso acaba tirando um pouco da motivação de estar largando todos juntos e tal, fora o detalhe de ter que fazer o check-in antes das 10h e ter sua largada prevista para as 14:10, essa espera é de matar. O único lado bom é poder bater um papo com os amigos presentes na prova, Daniel e Tati de Guaíba, Deco-Naroda (fez uma ótima prova no Olímpico), a Stéphanie (foi muito bem, mesmo que a fiscal tenha se perdido na contagem, fazendo nadar 50m a mais), a gurizada de Rio Grande da RAO Triathlon, JP e Leandro aqui de Pelotas que participaram do revezamento e o Eduardo (cara não lembro se é esse teu nome, se não for corrijo depois hehe) leitor do blog e adversário muito forte na categoria.




A largada da minha série ocorreu as 12:50, tentei nadar no ritmo que vinha treinando, mas com a adrenalina da prova acabei forçando um pouquinho, e consegui fazer meu melhor tempo nos 750m, 14'59" (na prova do ano passado fiz para 17'08"), quando olhei para o cronômetro nem acreditei.




Consegui fazer uma transição rápida e saí para o pedal, até o retorno pedalávamos contra o vento, nada muito forte, mas incomodava um pouco. No retorno, quando levantei para embalar senti cãibra na panturrilha esquerda, tive que tirar o pé do pedal para soltar, o que acabou acontecendo mais duas vezes. Acabei não conseguindo encaixar a pedalada, e pedalei quase o tempo inteiro só, o tempo ficou na casa de 38'50" bem abaixo do esperado.




Quando saí para correr o cronômetro marcava 56'14", como minha meta era baixar de 1h20min teria que correr forte. Comecei forçando desde do início, ainda mais quando avistei dois atletas da minha categoria a uns 400m a frente, tentei manter o ritmo e alcançá-los. Por volta do segundo km, uma moça que estava de bicicleta auxiliando na hidratação de livre espontânea vontade (viu organização da prova, até quem estava de fora viu que estava faltando água!!!), toma um pouco de água que tu tá branco!! Peguei a garrafinha dei um gole, uma refrescada na nuca e segui em frente.




No retorno meu tempo era de 12'28", teria que aumentar o ritmo, para baixar de 1h20min, mais uma água no posto de hidratação e eu já estava bem próximo de um dos atletas da minha categoria. Ele percebeu minha aproximação e forçou um pouco, tentei acompanhar e a casa caiu, simplesmente morri, sentia a respiração nos ouvidos, tentei alongar a passada e respirar fundo mas o desconforto continuava grande.




Quando vi que não alcançaria meu objetivo, diminui o ritmo para ao menos terminar a prova correndo. Fechei a corrida em 25'54", e a prova em 1 22'08", bem acima do que eu planejava, mas 5'15" abaixo do meu tempo no ano passado.




Acho que fiquei em sétimo na categoria, pois não consegui ver o resultado direito. Fazendo um balanço geral da prova, fiquei muito satisfeito com a natação, valeu a pena acordar as seis da matina para ir treinar. A decepção foi pelo pedal e corrida, pois eu achava que conseguiria alcançar as metas traçadas no post anterior, pois vinha de um treino de transição com tempos muito bons.




Para finalizar meu agradecimento a minha Amada Tia Rosani (a gatinha na foto), chefe de logística na capital, que penou o sábado inteiro para acompanhar o sobrinho em mais uma de suas indiadas.




Abaixo foto do índio na piscina e sofrendo para terminar a prova:









aa

Triathlon do Glorioso

No sábado estarei na capital para uma prova muito importante para quem é colorado, o Triathlon comemorativo ao Centenário do Sport Clube Internacional, ou como está escrito na minha planilha de treinos, “objetivo: Triatlo do Glorioso”. A prova do ano passado foi minha estréia nas competições do gênero (triatlo, corrida, ciclismo, natação), além da emoção da primeira prova, foi muito legal nadar na piscina do parque gigante, pedalar e correr com o Gigante da Beira-Rio ao fundo. E mais, embora tenha ficado em último na categoria, peguei um quinto lugar, com direito a pódio e medalha (foto que ilustro o post), a qual está guardada em lugar de destaque no meu escritório (leia-se oficina do triathlon hihi).


No ano passado fui com objetivo de completar a prova, terminei a prova com estes tempos: natação – 00:17:08 T1 00:03:03 ciclismo 00:40:55 T2 00:19 corrida 00:25:58 total 01:27:23


Seis meses depois, o foco é outro, romper a barreira de 01:20:00. Se as condições climáticas estarem normais (leia-se pouco vento), depois de uma melhora razoável no condicionamento físico nos últimos meses e depois de 7 semanas treinando sob orientação profissional, minha meta é a seguinte:

natação – 00:15:30 T1 00:02:15 ciclismo 00:37:30 T2 00:20 corrida 00:24:00 total 01:19:35


Acho que é um objetivo bem duro, mas não impossível. Dentro do possível realizei os treinos propostos a risca, ou quase sempre, como por exemplo meu treino do sábado passado que fiz um treino de transição ciclismo/corrida, onde fiz todo o treino acima da zona alvo, sendo que senti a burrada no dia seguinte no treino de ciclismo, pois não consegui completar a kilometragem proposta, mas é aquilo treinando e aprendendo, apanhando e se conhecendo.


Então nas palavras do Lucas “agora é só ajustar a máquina”, e esperar até sábado para ver se sairei tão glorioso quanto o Glorioso.

História de Sexta-feira Santa

Saí de casa cedo, por volta das oito, cidade deserta. Aproveitei o sol e fui caminhando até o clube fechar o treino de natação da semana. O clube não estava diferente do resto da cidade, vazio. Quando me encaminhava para fazer o final do meu treino, os tradicionais 200m solto, escutei uma história da qual ri muito.

Na raia ao lado, dois senhores que juntos provavelmente deveriam ter por volta de 150 anos, faziam alguns alongamentos e batiam um papo. Eu já estava admirado com eles, em pleno feriado, os dois "jovens" estavam ali prontos para suas braçadas. Os dois estavam se implicando tipo, "pô tu não deixa de vir nem no feriado?", foi quando um deles respondeu, "agora é tu e minha família?!?! quando eu disse que vinha nadar, me disseram: mas nem na sexta-feira santa tu vai deixar de nadar?!?! daí tive que responder à minha família: pelo que eu sei, dentro do catolicismo, na sexta-feira não pode comer carne vermelha, não tem nenhuma restrição a não poder nadar".

Caí na risada na hora, já tinha minha resposta para todos que me falariam durante o dia, "vais treinar até no feriado?", mas infelizmente ninguém me questionou heheh, e não pude colocar esta pérola em prática, então estou compartilhando com os amigos.

Tenho andado sem tempo para postar com mais freqüência, o trio trabalho,treinos e família, nesta ordem tem consumido todas as horas do meu dia heheh. Pobre da dona Vivian, que tem que agüentar os horários malucos de treinos, logísticas que são verdadeiras indiadas para carregar os apetrechos dos treinos e pós-treinos. Mas meu amor, vida de "triatleta" é assim mesmo, que nada, pedala e corre por que gosta, não se cansa hihihi. E mais, nunca se esqueça deste post, pois se algum dia fores me questionar sobre algum treino na sexta-feira santa, cuidado, pois agora já tenho a resposta infalível.