"Quando o coração tem uma missão, o corpo ganha vigor"

Na minha frente!!!


Hoje tive que interromper minhas férias e ir trabalhar pela manhã, na pausa para o famoso cafézinho um colega me indagou de como iam os treinamentos e tal e me fez um pergunta que me deixou um tanto pensativo; "Em que lugar pretendes chegar?". Após o branco momentâneo veio a cabeça - "na minha frente".

Essa história de colocação em provas ao menos está bem definida na minha cabeça:
  1. Saúde - Fumei e bebi por muito tempo

  2. Terminar todas as provas - quando o pneu deixar

  3. Fazer novos amigos - pela Internet tá valendo

  4. Viajar - Nem que seja na maionese

  5. Ultima e talvez mais importante - Vencer a mim mesmo

É claro, quem não sonha em chegar em primeiro, pegar um pódio e levar uma medalhinha para casa para pindurar com um preginho na parade da sala e deixar a mulher tiririca da vida, mas isso será consequência dos treinos e de atingir os objetivos acima.


E para quem corre maratonas ou triathlon de longa distância, são dias, meses e até anos de treinamento, num esforço sobre humano, onde quem completa uma prova já é um grande vencedor, mas sempre tem um gracioso(ou quem não tem ideia, noção ou algo do tipo) de perguntar "tá, mas em que lugar tu chegou?". Que dá um vontade de levar este índio para um treininho, dá!!

5 comentários:

Sempre vai ter algum engraçadinho para perguntar em que lugar tu chegou ou em que lugar tu pretende chegar. Mas na verdade é o atleta que tem que saber da sua capacidade e do que quer alcançar com o esporte. Muitas vezes só terminar a prova já basta pra deixar a pessoa satisfeita e feliz consigo mesma. Uma prova como o Longa Distância de Pinhal, acima da disputa pelo pódium, é uma competição contigo mesmo. É tu e tu ali na natação com vento muitas vezes, no pedal interminável pela estrada e na corrida abaixo de muito sol. Terminar uma prova longa já é uma vitória, não importa a colocação. É como diz o coordenador da minha equipe, muitas vezes o importante é competir e terminar a prova, subir no pódium é só uma consequência.

Bons treinos!
Abraço,
Stéphanie

E ai Pablo,

Vendo o DVD do IRONMAN 2008 em KONA - HAWAI, têm uma entrevista com a Campeã (2007 e 2008) Criss Welignton que ainda de quebra fez a maratona mais rápida da história da prova 02:42...tempinho não.......

- Em uma parte de sua entrevista Ela diz com muita serenidade e propriedade que os verdadeiros vencedores, dignos de medalhas de ouro, são todos quantos puderem completar a prova de endurance (longa distância), pois venceram dias de treinamento, dias de solidão em cima de uma bike, dias de dores das corridas incessantes, dias que privamos nossas familias de nosso convivio por estarmos treinando naqueles dias, dia este que esperamos por um longo tempo, fomos vencedores, vencemos nossos limites e CONCLUÍMOS algo que para a grande maioria nem consegue mensurar o que é.......

- Em resposta com todo o respeito ao seu amigo, diga-lhe terminarei VENCEDOR, vencerei o desgaste do meu corpo, vencerei a minha mente quando ela quiser deisistir e cruzarei a linha de chegada com sorriso, mesmo que ele esteja disfarçado em lágrimas........

ESPIRITO CAMPEÃO

UM HOMEM DE FERRO SÓ ULTRAPASSA O ADVERSÁRIO QUANDO APRENDE A VENCER A SOMBRA, UM HOMEM DE FERRO SÓ É DE FERRO QUANDO O CORPO QUE RECEBE A COROA É DONO DA ALMA QUE PARTE A FITA, UM HOMEM DE FERRO SÓ É DE FERRO QUANDO SEU CORPO SABE VESTIR UM ESPIRITO CAMPEÃO (FERNANDA KELLER)

Abraços....
Bom treinos......
Afinal amigos da internet.............

Pablo, pelo pouco que conversamos, somente no Triathlon do Internacional e no Triathlon do SESC, vistes que não levo muito a sério a competição, podes ter certeza que entro como um vitorioso, pois no início de 2008 fiz o aquathlon de Torres com 108 kg e achei naquele dia motivação para buscar uma vida saudável. Meus amigos, ou melhor conhecidos, diziam que eu estava louco, que eu iria enfartar e outras bobagens mais. Hoje com 88 kg, pressão arterial estabilizada e livre do estresse do trabalho só recebo elogios, minha vida mudou completamente, minha vida familiar é mais harmônica, meu filho com 10 anos tem em casa exemplo dos benefícios do esporte. Porisso hoje, aos 43 anos me sinto um vencedor pois as pessoas na minha cidade (Guaíba) me reconhecem tanto pela minha vida profissional (Arquiteto) como pela minha vitória pessoal através do esporte e quando me veem correndo nas margens do Guaíba gritam: "Grande Daniel!" E não: "Quer morrer?" ou "Que adianta correr se come como um animal".

Amigo Pablo, podes ter certeza que estás no caminho certo, não dê ouvido as cornetas, segue a opinião da família e dos amigos de verdade, mas acima de tudo estaja bem contigo mesmo por que as pessoas que te são caras também estarão bem.

Forte abraço e bons treinos.

Hiii amigo Pablo, vais ter que conviver com isso. Lamentavelmente a gente vive numa sociedade de inversão de valores. O legal para a maioria é encher a cara, fumar todas e voltar pra casa às 8 da manhã depois da balada. Já vivi este conflito uma vez numa manhã gelada de inverno eu ia treinar no clube e passei antes num posto de gasolina e vi um sujeito às 8:00 fumando um cigarrinho na mesa. Perguntei para mim mesmo quem estava "certo". Ainda é sempre bom lembrar que somos a imensa minoria, pois a sociedade moderna foi e será cada mais voltada para o conforto: comida "saborosa", carro com freio ABS, controle remoto na TV e sabe-se lá o que mais. Em resumo ser atleta é também (talvez até principalmente!) é uma atitude mental e não dar bola pros malas e falsos moralistas!

Quando me fazem essa pergunta eu sempre respondo: "à tua frente vou chegar de certeza!"
Mas agora aqui para nós, o meu 1º objectivo é chegar sempre ao fim, isto é: nunca desistir (até hoje tenho conseguido). O segundo é que fique alguém atrás de mim, quantos mais, melhor :)

Postar um comentário

Obrigado por visitar Bravo Triathlon